23 março 2014

Conto: Eu não desisti por Séfora Silva.

Olá galerinha, tudo bem com vocês?
Hoje o post se trata de um conto que eu escrevi e foi postado a uns meses atrás no blog Ela e seus livros, da amiga e blogueira Jessica Rezende. Recomendo que visitem...
Ela e seus livros
Esse conto é muito especial, o nome dele é Eu não desisti. Espero que gostem e ajudem a divulgar.

Eu não desisti!

                Acredito que todo ser humano nasce com um dom, ao menos eu nasci... Com apenas dois anos de vida eu aprendi a cantar o dó, ré, mi e etc, desde então eu sempre gostei de cantar, a música se tornou uma parte inseparável de mim e de quem eu sou.

                Mas os meus pais eram muito pobres e não tinha condições de pagar uma escola de música para que eu pudesse me aperfeiçoar na arte de cantar. Então eu precisei aprender a lutar pelos meus sonhos.
Tive que estudar descontroladamente até os meus quinze anos assim a escola em que eu estudava me encaminhou para um estagio em uma empresa de atendimento ao consumidor.
O salário era pouco, mas eu não me importava, o que eu ganhava dava para dividir em duas partes, uma delas eu dava para os meus pais e a outra eu pagava aulas de canto e teoria musical. Isso era o suficiente para a minha adolescência.

                Passei dois anos com uma rotina de doida, eu estudava de manhã, trabalhava a tarde e fazia os cursos a noite e nos sábados e aos domingos fazia os trabalhos da escola. Para completar todo o meu trabalho a empresa faliu e consequentemente eu fui demitida. Aquela era a pior hora para eu ser demitida, porque naquele mesmo mês o meu pai descobriu que estava com câncer.  Aqueles dias foram de grande sofrimento, não só meu, mas também da minha mãe e do meu pai.

                Ali estava eu, desempregada, sem dinheiro e com um pai doente. Eu precisava largar os cursos e assim eu fiz a única solução que eu encontrei para o problema do dinheiro foi trabalhar de balconista em um bar, de domingo a domingo, todo o horário que eu estava fora da escola. Aquilo era tão cansativo, a pobre da minha mãe trabalhava em dois empregos e ainda trocava os seus dias de folga, por um pequeno aumento no salário, para aumentar um pouco mais a nossa renda.  Tudo o que os ganhávamos só dava para pagar o tratamento do meu pai, já que a saúde no país estava um tremendo caos.

                Nós passamos três anos com dificuldades, nessa angustia que parecia interminável eu até parei de cantar. O semblante da minha mãe estava tão triste e cansado que ela aparentava ter mais idade do que realmente possuía. Eu já não aguentava ver tanta dor e sofrimento, estava total e completamente angustiada. Até que depois de um bom tempo, finalmente, meu pai conseguiu se curar, ele foi um grande guerreiro e lutou muito até conseguir esse resultado.

                Aquele era o momento de voltar a me dedicar a minha carreira de cantora. Mas muito tempo havia sido perdido, eu tinha passado tanto tempo sem cantar que quase não consegui mais voltar.

                Inscrevi-me duas vezes para uma faculdade de música, mas não passei. Só consegui entrar na segunda tentativa. 

                Terminei a faculdade vitoriosa, e comecei a fazer empréstimos em bancos para poder fazer viagens para apresentações e concertos musicas, não demorou muito e comecei a ter retorno do publico. Entrei em contato com um empresário através da internet, nós nos tornamos grandes amigos, e ele me ajudou muito em todos os sentidos, foi graças a ele que eu comecei a fazer apresentações até no exterior.  Eu me apaixonei por ele, e ele por mim e nós nos casamos. E se hoje eu sou feliz é porque lutei, se hoje eu sou a cantora Alexia Santos, é porque corri atrás dos meus sonhos, se hoje eu consegui realizar os meus sonhos e aperfeiçoar o meu dom, é porque eu acreditei em mim.
E o principal de tudo: Eu não desisti.

OBS: Estou escrevendo um livro, fiquem atentos, logo teremos novidades!!!

9 comentários:

  1. Olá!
    Adorei o conto, acho que a vida, ou o sucesso nela, se baseia praticamente nisso: em não desistir. Até as pessoas mais talentosas do mundo já levarão muitos "nãos" da vida, aliás, quem consegue conquistar os sonhos acho que são justamente aqueles que ouviram muitos nãos, mas não desistiram, continuaram lutando, pois acho que em cada pontapé que a vida nos dá, nos tornamos mais forte. Não desistir é o lema para alcançarmos o que quisermos. Além de muita luta, dedicação e fé!
    Bjs!
    http://marcasindeleveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Gente, amei! Acredito que você envolveu completamente. No início achei que fosse uma história triste que acabaria totalmente com a dor, mas aí veio a felicidade! Amei mesmo!!!!!

    Beijos

    Greice

    Blogando lIvros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  3. Welcome to my shop maybe my clothes make you become the most beautiful princess

    كل فستان الدانتيل الأسود
    يجعل كل فستان الدانتيل الأسود أنيقة يمكنك أن تصبح أكثر نضجاً وجاذبية، إذا أردت، ثم انقر هنا

    ResponderExcluir
  4. Welcome to my shop maybe my clothes make you become the most beautiful princess

    يجعل بدلة أنيقة يمكنك أن تصبح أكثر نضجاً وجاذبية، إذا أردت، ثم انقر هنا

    كل حلة بيضاء

    ResponderExcluir
  5. Welcome to my shop maybe my clothes make you become the most beautiful princess

    الجيش معطف الصوف

    لا تتردد، يمكنك ماوس انقر هنا

    الانضمام إلى موقعنا، لا من البرد في الشتاء

    ResponderExcluir
  6. Adorei a sua história! Com fé e força conseguimos tudo! Sua história me deu mais força para alcançar meu objetivo q tb não é muito fácil!
    Venha visitar meu blog e me siga se vc gostar: http://bloglaryssasouza.blogspot.com.br/
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi Séfora... Pensei que você estava falando de você acredita? Mas depois com o desfecho do conto percebi que não. Gostei muito do seu conto, comovente, inspirador, mexe com os nossos sentidos e nos faz repensar em algumas questões da vida... Parabéns... Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oiiii amiga
    Nossa pensei que era voce, pois voce quer cantar também não quer.
    Mas Alexia eu não sei quem é. Voce a inventou para contar sua história?
    Curiosidade...rs

    beijos
    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Por um instante achei que fosse a sua história de vida!
    Muito linda a força da Alexia, uma guerreira, batalhadora!
    Espero pelo livro ansiosa, e assim como ela desejo que vá sempre atrás dos seus sonhos...


    http://detudoumpouco28.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para mim. Diga o que acha, e ajude a transformar o blog a cada dia.